Clube da Fé

Bom…depois do revés do jogo de ontem contra o Internacional…

Todos falam que o São Paulo é o clube da fé…eu, como são-paulina, preciso acreditar que meu time vai conseguir reverter o resultado em casa e se classificar para mais uma final da Libertadores, e ir buscar o tetra…

Mas…da onde surgiu o apelido de “Clube da fé”?

Logo que o São Paulo Futebol Clube foi criado em 1937, após a extinção do São Paulo da Floresta (reconhecido pelas suas às glórias) e sequer chegar ao mesmo patamar de Corinthians e Palestra Itália (O Palmeiras hoje!), imagine só!

Então apareceu um jornalista que disse a seguinte frase:

“Recentemente, surgiu o São Paulo FC Júnior com as mesmas pretensões do antigo. Se o novo São Paulo veio ao mundo da bola sem os haveres, fama e prestígio dos seus antepassados, trouxe a maior das riquezas: a fé no seu destino, o amor ao seu hoje. Somente a fé poderia levar o atual Tricolor a nascer como um clube varzeano qualquer e tornar-se logo uma agremiação no caminho reto do progresso do futebol superior. O Clube da Fé, como merece ser chamado o atual São Paulo FC (…)”

Time do São Paulo em 1938 - vice campeão paulista

Nenhuma outra legenda poderia apresentar tão fielmente a trajetória do São Paulo como “Clube da Fé”. Foi por meio da fé que o clube dos pobretões (da sociedade paulistana) tornou-se, hoje, decantado mundialmente, em todos os setores. Em prosa, verso e glórias. (Agnelo di Lorenzo. Revista Oficial do São Paulo #133, 2006.)

Enfim, tudo isso pra dizer que eu tenho fé no meu time..às vezes uma derrota como essa, faz os jogadores acordarem e realmente jogarem bola.

VAMO SÃO PAULO!


Patrocínio

Como a idéia é falar um pouco sobre tudo, estava navegando na net, e sem querer entrei numa página que só fala de Coca-Cola http://www.coca-colaconversations.com/my_weblog

Enfim, me lembrei que a Coca-Cola patrocina não só a Copa do mundo, como sempre teve uma participação muito ativa dentro do futebol. Nos anos 80 lembro de uma camisa do São Paulo e do Palmeiras, com a marca estampada, hoje o patrocínio é pela cerveja Sol…mas vamos falar apenas da marca, não dos produtos, se não o post fica muuuiiiitoo longo.

Pois bem, fui investigar e descobri que a Coca-Cola é uma das marcas mais tradicionais na história da Copa do Mundo de futebol e  integra o restrito grupo de parceiros oficiais da FIFA. A marca está presente em todas as edições do evento desde a de 1950, no Brasil, com placas publicitárias nos estádios. Na década de 70, a Coca-Cola intensificou sua presença no esporte ao tornar-se patrocinadora permanente da FIFA, em 1974, e oficial da Copa do Mundo, a partir da edição de 1978.

Hoje o contrato deles vai até 2022, e o mais curioso é que é a marca mais associada ao futebol, entre as que não são fornecedoras de material esportivo, de acordo com o estudo “Brand Image”, do Instituto Gap.

Queria achar alguns comerciais mais antigos, mas achei algumas coisas bacanas…

2 comerciais um de 1982, com o Zico, muito bom (vale o parentesis que a Coca-Cola fez 2 ver~soes para esse comercial, uma com Zico, que era o craque do Brasil naquele momento, e outro igualzinho com o Maradona, e nesse ano, a Argentina se deu mehor)

O outro mais recente da copa de 2002, já com outro conceito de comercial…20 anos separam um de outro…

Um outro comercial, desse ano para ser mais específica me chamou a atenção pq em praticamente todos os ‘frames”, a marca é mostrada nas placas de patrocínio ou na torcida bebendo Coca-Cola…

Outra coisa que me chamou atenção, é que a Coca-Cola já lançou a latinha para a copa de 2014…

Eu honestamente não gosto desse logo, mas…já que não tem outro, vamos ter que nos acostumar…

Há cinco anos!

Sou são-paulina e não escondo isso de ninguém, e nunca disse que seria 100% imparcial aqui no blog! rs

Enfim, hoje escrevo de umas das datas que mais me marcaram des que me conheço por são-paulina.

A data: 14/07/2005

O lugar: Estádio Cícero Pompeu de Toledo (mais conhecido como Morumbi)

O Fato: São Paulo Tri-campeão da copa Libertadores da América

A ficha técnica da partida final:

São Paulo 4 x 0 Atlético Paranaense

Data: 14/07/2005

Juiz: Horácio Elizondo (Argentina)

Público: 71.986

Gols: Amoroso aos 16′do Primeiro Tempo; Fabão aos 7′, Luizão aos 25′e Diego Tardelli aos 45′do Segundo Tempo.

São Paulo: Rogério Ceni, Fabão, Lugano e Alex; Cicinho, Mineiro, Josué, Danilo e Júnior, depois Fábio Santos; Amoroso, depois Diego Tardelli e Luizão, depois Souza. Técnico: Paulo Autuori.

Por que essa data é tão importante?

Não só para mim, e para todos os são-paulinos é um fato histórico, O São Paulo conquistou o tricampeonato da Taça Libertadores e se tornou a primeira equipe brasileira a chegar a terceira conquista desta competição.

Eu lembro dos jogos como se fosse hoje, acontecendo agora…das vitórias sobre o Palmeiras e até contra o River Plate (temido Argentino) ganhamos.

E a final, só de lembrar daquele jogo, me emociono de novo…vendo pela televisão o morumbi lotado, lindo de ver…

Eu estava em casa – tenho algumas superstições com jogos da libertadores (no estádio ou em casa), vendo o jogo com meu pai. Gente foi lindo, quando o são paulo foi campeão e bi-campeão, eu já era são-paulina, mas foi diferente, eu era pequena, não entendia direito a importância da competição…

Depois do jogo, vendo nosso capitão levantando a taça…eu só gritava é tri…é tri!!! A vontade era de sair gritando pela rua, ligando pra todo mundo…que aquele dia o “buzinaço” nem incomodou…

Acho que esse video descreve tudo! os minutos finais do jogo, nosso capitão Rogério Ceni levantando a taça…

O São Paulo estava de novo no topo! TRI Campeão das Américas, ultrapassava o Santos de Pelé, e se tornava o maior vencedor em terra brasilis! Era o dia 14/07/2005.

E temos um novo campeão

Ok, sei que deveria ter escrito sobre as semifinais e depois sobre a final da copa, mas não deu…

Queria muito ter visto os últimos jogos inteiros, mas também não consegui…

Vi o 20 tempo de Uruguai e Alemanha e confesso que fiquei nervosa em alguns momentos…se aquela bola do Forlán ao invés de bater na trave entrasse…cara…acho que o Uruguai ficava com o 3o lugar…muitos créditos para o Uruguai….chegou e estragou a festa de muita gente grande…e depois de 40 anos tem muito para comemorar um 4o lugar.

E sim, muitos créditos ao Forlán, eleito o melhor da copa…todos achavam que quem ia Levar era Kaká, Messi ou o Cristiano Ronaldo….não…chegou e desbancou todos…aliás esses não jogaram 1/10 do que prometeram…

Ontem queria muito ter visto o jogo, mas ou via o jogo ou pegava a estrada de volta pra casa…

Confesso que acreditava que o jogo estava “comprado” pela Espanha…mas…agora tenho lá minhas dúvidas…a Holanda não entrou pra perder (do jeito que ela bateu)…ela não queria ser vice pela 3a vez…eu digo que estava torcendo para a Holanda…acho que queria que eles fizessem a história que levou a Holanda ser temida como é hoje…o carrossel holandês…

Mas a Espanha tem seus méritos…perdeu um jogo, deu a volta por cima…e foi guerreira…pra mim, o time precisa ser guerreiro, precisa entrar em campo pra ganhar…e os Espanhóis entraram (Ah sim, eu vi depois o jogo, já sabia do resultado, mas precisava ver o jogo de novo). E a Espanha agora entra para o seleto clube dos campeões…e depois vendo a coletiva dos jogadores…deu pra sentir um pouquinho da emoção que eles estavam sentindo naquele momento…se aquilo tudo foi “comprado”…eu não sei, mas a emoção dos jogadores…aquilo era verdadeiro…não se leva um jogo, uma final p/ o 2o tempo da prorrogação de graça…para ter mais emoção…

Ah sim, foi bonito ver os jogadores voltaram do vestiário com a camisa vermelha da “furia”, para levantar a taça!!

E por falar em emoção…não posso deixar de comentar o beijo do Cassilas em sua namorada e jornalista Sara Carbonero…

Além de tudo, calou a boca de muita gente que dizia que ela só atrapalhava…(um viva ao preconceito)…apenas porque era uma mulher linda, namorava o goleiro da seleção e entende muito de esportes…

Enfim, precisava deixar minhas considerações…agora a copa acabou e que venha 2014…com Brasil campeão ou não o que im porta é o bom futebol…

Os tópicos sobre a copa ficarão mais raros, mas ainda tenho algumas histórias para contar…

Enquanto isso, temos as semi-finais da Libertadores (ingresso comprado para o dia 05/08), e o brasileirão (pena que no Brasil, tudo pode ser comprado…) para nos divertirmos…

Voltamos com a programação normal

E as quartas de final acabaram…

No começo, quando brincaram que a copa se transformaria na Copa América (com Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai classificados), acabou se transformando quase numa Eurocopa, restando apenas o uruguai dos sulamericanos…

Impossível não comentar a derrota do Brasil para a Holanda, mas venhamos e convenhamos…sabíamos que cedo ou tarde, o Brasil ia cair…ainda bem que foi em cima da Holanda…pq se fosse da Alemanha, o coisa ia ser feia…diga-se a Argentina…confesso que fiquei com mais pena do Mardona do que do Dunga…

Agora começam as especulações de o que aconteceu com o Brasil…pra mim a resposta é unica, não aconteceu nada…faltou mesmo…faltou raça, emoção, amor à camisa…em 2006 eu fiquei muito mais chateada do que esse ano…mmo pq em 2006 o Brasil foi à passeio para a Alemanha, esse ano eles foram jogar…mas…com que time?

Ontem a noite vendo um programa de tv pela 1a vez concordei com um comentarista, quando ele disse que teria levado o Hernanes (do São Paulo) e o Ganso (do santos) para a copa. Não pq sou são-paulina, mas o Hernanes joga muita bola e tem uma função muito semelhante a do Kaka, meio de campo, um verdadeiro camisa 10, e o Ganso, por causa de 1 jogo, ele ganhou meus creditos, contra o Santo André, o jogo estava empatada, o Neymar (cai-cai) já tinha sido susbtituido, ele chamou a responsabilidade do time pra ele, ai sim, gosto de jogador assim…ele foi o nome do jogo, ele chamou o time pra jogar. E foi exatamente isso que falou à seleção brasileira, o cara decisivo, que chama a responsabilidade, que comanda o time, mas eu acho ainda que teria levado o Adriano, mesmo com todos os problemas dele…no final das contas, ele também é decisivo, quando o cara quer, ele joga!

Mas vamos fazer uma reflexão…cadê a garra e a vontade de jogar com o coração? Pra mim, falta exatamente o que eu já falei aqui, sobre a copa de 70…amor à seleção, à camisa…

Olha esse vídeo do Uruguai após a vitória heróica sobre gana…

É disso que eu estou falando…e dai que o Uruguai não vai à uma semi-final tem 40 anos? Olha a felicidade desses jogadores, cantando “Voltaremos, voltaremos outra vez, voltaremos a ser campeões, como da primeira vez” – Eles podem não ganhar da Holanda, mas são grandes vencedores. Quem viu o jogo do Paraguai e da Espanha? O Paraguai foi um verdadeiro guerreiro em campo…eles sim, podem voltar pra casa de cabeça erguida!

A Alemanha então nem se fala joga como quem quer ser campeã, não interessa se é contra a Austrália, Inglaterra ou Argentina.

Para o Brasil, acho que ou ele faz a lição de casa bem feita e daqui a 4 anos volta como todos querem com uma seleção com garra e vontade de ser campeã, ou fica 40 anos sem ganhar nada como o Uruguai e quem sabe não volta a se lembrar como é bom ganhar!

De resto, voltamos com a programação normal…aos são-paulinos nos resta a libertadores e aos pobres mortais, que venha o resto do brasileirão!!